6 de jul de 2012

FESTIVAL DE MÚSICA PRORROGA INSCRIÇÕES E RECEBE ESTUDANTES DE TODO O PAÍS

Devido a grande procura pelas últimas vagas para participar dos cursos do 12º Festival de Música de Ourinhos, a comissão organizadora informa a prorrogação das inscrições até o dia 11 de julho. Os interessados devem acessar a página eletrônica www.ourinhosfestivaldemusica.com.br e seguir as instruções. Neste ano são 41 cursos, com professores vindos de todo o Brasil.
Embora aconteça numa cidade do interior, o Festival de Música de Ourinhos possui um caráter, pode-se dizer, global. Todos os anos, o Festival recebe visitantes de todas as partes do Brasil, e mesmo de outros países. Receberemos, nesta edição, estudantes oriundos de estados distantes, como Tocantins e Sergipe. Em edições passadas, recebemos estudantes de países como Estados Unidos, México e Chile. Dessa forma, o nome do Festival de Música de Ourinhos é levado a diversos lugares, sempre de forma elogiosa: todos os anos, recebemos novos alunos que decidem comparecer depois de ouvir, de alguém que já havia participado em anos passados, elogios à organização, aos cursos e ao clima geral do Festival, que é sempre o melhor possível.
O Festival de Música de Ourinhos planta, nos alunos que participam, sementes que germinam longe. Sempre recebemos grupos de professores, beneficiários de projetos sociais ligados ao ensino de música, membros de orquestras municipais.
Neste ano, por exemplo, receberemos um grupo de professores de música do Conservatório Musical Municipal Joaquim de Oliveira, de Presidente Epitácio (SP). Estes professores são integrantes da Orquestra Hermeto Pascoal do conservatório, que se apresenta com frequência na cidade, levando música de qualidade para os habitantes. Além disto, um dos professores deste grupo é do Projeto Social para Idosos. Um outro está ligado ao CRAS (Centro de Referência em Assistência Social), onde ensina música para crianças e adolescentes de baixa renda.
Outro grupo que virá para o XII Festival é um destacamento de membros da Lyra Maestro Roque Soares de Almeida, de Paraguaçu Paulista. Esta banda é mantida pela prefeitura da cidade, que possui também um programa social: os alunos carentes recebem bolsa de um salário mínimo, para que possam se dedicar ao estudo da música. O projeto vem dando resultados: muitos desses alunos já são monitores na escola de música da cidade. Futuramente, podem vir a ser, também eles, professores de música.
Acreditamos que a participação destes grupos no Festival possui um imenso impacto positivo. Estes músicos tem, aqui, a oportunidade de se aperfeiçoarem junto a alguns dos professores mais reconhecidos do Brasil. Quando voltam para suas cidades, sem dúvida transmitem a seus alunos e companheiros o conhecimento adquirido. Assim, além de ser um evento cultural, o Festival de Música de Ourinhos também atua no aspecto social, contribuindo para o ensino da música mesmo em outras cidades.

Nenhum comentário: