9 de jun de 2010

Quinteto de Sopros da Sinfonieta dos Devotos de Nossa Senhora dos Prazeres

A orquestra Sinfonieta dos Devotos de Nossa Senhora dos Prazeres, criada com a finalidade de executar as composições dos Grandes Mestres Brasileiros desde o século XVIII, atua para mostrar a beleza e genialidade dessas obras, resgatando-as dos círculos acadêmicos e dando ao grande público a oportunidade de conhecê-las. No próximo dia 19, sábado, Ourinhos terá esta oportunidade no Teatro Municipal Miguel Cury, onde o Quinteto de Sopros da Sinfonieta, formado por flauta, oboé, clarineta, fagote e trompa, apresenta seu repertório a partir das 20h. A entrada é gratuita.O espetáculo previsto para Ourinhos é baseado nos projetos ‘Os Mestres Brasileiros’ e ‘Os Mestres Mulatos’ com polkas, chorinhos, valsas e canções do período que vai de 1759 até Pixinguinha (1898-1973). Idealizada pelo maestro Marcelo Antunes Martins, a orquestra parte de um longo trabalho de pesquisa, principalmente para executar obras contendo partes vocais no latim litúrgico dos missais, adaptadas por ele para formato instrumental.

Decio Tommasini Carraro (foto), produtor da orquestra, explica que o Quinteto de Sopros é uma das variações da Sinfonieta, que tem repertório próprio, mas leva o nome da orquestra. “O nosso, portanto, chama-se Quinteto de Sopros da Sinfonieta dos Devotos de Nossa Senhora dos Prazeres, é um nome comprido como uma sinfonia, mas não tem nada a ver com religiosidade, tem muito mais a ver com os prazeres. Temos também um Quinteto de Cordas com o espetáculo "A Rabeca que virou Violino que virou Rabeca", que conta a história da Rabeca Brasileira”.

Carraro explica que os quintetos de sopros foram criados pelos mestres europeus, para imitar uma máquina chamada Relógio de Música. “Que, na verdade, de relógio só tinha o mecanismo complicado, pois não marcava horas e era movido a ar, uma espécie de realejo sofisticado. Como funcionavam a vento, os compositores usaram instrumentos de sopro, mais exatamente, Flauta, Oboé, Clarineta, Fagote e Trompa”.

O Quinteto de Sopros da Sinfonieta dos Devotos de Nossa Senhora dos Prazeres traz no repertório desta apresentação composições de Carlos Gomes, Chiquinha Gonzaga, Pixinguinha, Júlio Medaglia e Marcelo Antunes Martins, maestro da Orquestra. Com movimentos como polka, mazurca, chorinho, choro, valsa, baião e frevo, o Quinteto obtém uma sonoridade surpreendente e rica. “Acrescente a isso o fato de quase não haver quintetos de sopros no Brasil. Seus arranjos e execuções são dificílimos, todos os músicos são solistas o tempo todo, e vocês terão um espetáculo inédito e raro”, diz o produtor Carraro.

Os músicos que farão este concerto são: Fernanda Pairol (flauta), Gilson Barbosa (oboé); José Luiz Braz (clarineta); Erick Ariga (fagote) e Mário Rocha (trompa). A apresentação faz parte da programação do Circuito Cultural Paulista. Este programa é uma realização da Secretaria de Estado da Cultura em parceria com a Prefeitura de Ourinhos e coprodução da Associação Paulista de Amigos da Arte. Mais informações: 14 3302 3344.

Nenhum comentário: