11 de mai de 2010

Brava Companhia conta a história de Joana D’arc na praça Mello Peixoto


Nesta terça (11) a praça Mello Peixoto se transforma em palco para o espetáculo A Brava, montagem da Brava Companhia que levou o Prêmio de melhor montagem apresentada em rua da Cooperativa Paulista de Teatro em 2008. A apresentação começa às 20h30.
A Brava é um espetáculo inspirado na história de Joana D’arc que propõe uma reflexão sobre os objetivos, rumos e escolhas de cada indivíduo, e sua postura frente às conseqüências destas escolhas. Nesta montagem da Brava Companhia, a saga da heroína francesa é mostrada de forma épica, se valendo de recursos como a música e a interação com a platéia e referências da cultura popular e da cultura pop, agregadas a situações cênicas que exploram o drama e um humor anárquico, para construir paralelos com os dias de hoje.
As “vozes” ouvidas por Joana tornam-se símbolos que podem ser interpretados como a crença em sonhos ou a ousadia de trilhar caminhos contrários a padrões pré-estabelecidos pela sociedade. Suas batalhas assemelham-se às nossas lutas contra os obstáculos do dia a dia na busca pela felicidade.
Segundo o ator e diretor da peça, Fábio Resende, a escolha de Joana d’Arc para o tema da peça veio de uma vontade que o grupo tinha. “Enfrentávamos um momento difícil, em que tínhamos nossas próprias buscas e resolvemos nos apropriar da história para a metáfora da ‘Brava’. A peça vem com aquela coisa de improviso, como um jogo e com trabalho corporal”, contou Resende.
Entre as influências do grupo, Resende destaca o trabalho do dramaturgo alemão Bertold Brecht (1898-1956), além de outros grupos de teatro. “Nos espelhamos em grupos que estão do nosso lado, que não tenham só atores encenando uma peça, que fazem uma pesquisa de teatro continuada, diferente do teatro comercial”, disse o ator e diretor.

Nenhum comentário: