12 de jun de 2012

OS SATYROS apresentam CABARET STRAVAGANZA no Teatro

No próximo sábado, dia 16 de junho, o grupo Os Satyros (SP) apresenta em Ourinhos a montagem Cabaret Stravaganza com direção de Rodolfo García Vázquez. A apresentação começa às 20h30 no Teatro Municipal Miguel Cury e a entrada é gratuita.
Foto: Flavio Morbach Portella.
A partir da ideia de que a humanidade se encontra em um momento de profundas transformações tecnológicas e científicas, o espetáculo busca discutir as implicações dessas mudanças na forma de viver e se relacionar do homem contemporâneo. O espetáculo envolve a utilização de recursos multimídia, internet e telefonia e recupera características das stravaganzzas vitorianas, as performances dadaístas do Cabaré Voltaire e dos cabarés alemães dos anos 20 e 30, com liberdade de formas e estilos, estruturas fragmentadas de cenas e elementos do burlesco, da pantomima, da revista e do show de variedades.

Rodolfo García Vázquez é um dos artistas mais atuantes no cenário teatral brasileiro. Diretor de encenações polêmicas como A Filosofia na Alcova, Os 120 Dias de Sodoma e Justine, foi vencedor do 23° Prêmio Shell SP de Teatro. Fundador de uma das companhias mais importantes dos últimos quinze anos, o idealizador do Satyros acredita no poder transformador das artes cênicas. "E acredito também em um teatro provocador e deslocador", declara à revista virtual + Cultura.

Nessa entrevista, de 2011, Garcia Vázquez fala sobre o processo de criação no início desta montagem e sua parceria com o ator Ivam Cabral. "Não se pode falar em Satyros sem falar dessa parceria, pois tudo é muito discutido entre nós e na relação com as pessoas que formam o grupo. Atualmente, o grupo é formado por artistas fantásticos que tem entre dez e quatro anos no grupo. Alguns da primeira fase voltaram a trabalhar conosco. Mas só eu e o Ivam resistimos todos esses anos", conta.

Uma das características principais do grupo sempre foi o questionamento sobre o comportamento moral da sociedade. Para isso Os Satyros criaram um método chamado Teatro Veloz, com o qual realizaram diversas montagens. "Esse método, na verdade, conta com uma série de procedimentos que tornam único cada processo teatral e que está em constante movimento. Atualmente, pesquisamos a ideia de Teatro Expandido, um conceito que discute os caminhos do teatro e da humanidade a partir do prisma do mundo tecnológico", explica o diretor.

É com esse conceito de Teatro Expandido que o grupo criou Cabaret Stravaganza, uma reflexão sobre a tecnologia enquanto extensão dos corpos humanos. Durante o trabalho de pesquisa, também foram estudadas as revoluções digitais e as recentes descobertas da neurociência, como as de Antonio Damásio e Miguel Nicolelis. Para compor a dramaturgia, foram usados relatos pessoais, vivências e aparatos tecnológicos que propõem a conexão entre o real e o digital.

Foto: Flavio Morbach Portella.
No elenco estão Ivam Cabral, Gustavo Ferreira, Phedra de Córdoba, Cléo de Páris, Andressa Cabral, Marta Baião, Henrique Mello, Fábio Penna, Júlia Bobrow, Robson Catalunha e José Alessandro Sampaio e a participação especial de Léo Moreira Sá.

A apresentação de Cabaret Stravaganza em Ourinhos é uma realização da Secretaria de Estado da Cultura através da APAA - Associação Paulista de Amigos da Arte - em parceria com o programa VivOurinhos, Secretaria Municipal de Cultura, Prefeitura de Ourinhos.

Nenhum comentário: