28 de mai de 2012

Mostra de Artes Cênicas mantém diversidade e qualidade artística

Atores como Renato Borghi, Juliana Galdino, Hugo Possolo e Élcio Nogueira estiveram no palco do Teatro Municipal.
 Terminou no domingo, 27, a 4ª edição da Mostra Sérgio Nunes de Artes Cênicas com a encenação do monólogo Convite para um Café, de Roberto Borenstein.
A Mostra começou na quinta, 24, com a peça Comunicação a uma academia, texto de Franz Kafka interpretado pela atriz Juliana Galdino e direção de Roberto Alvim. Esta peça, inicialmente criada para apresentações intimistas, onde o espectador encontra-se muito próximo à atriz, foi interpretada em Ourinhos para um grande público. O texto é uma metáfora sobre o condicionamento, aculturação e a liberdade dos homens, questões levantadas por um macaco, que descreve para um grupo de estudiosos, o processo pelo qual aprendeu a se comportar como um homem.

Parlapatões.
Na sexta, dia 25, a comédia dos Parlapatões lotou o Teatro Municipal. Com a montagem PPP@WLLMSHKSPR.BR, Hugo Possolo, Raul Barreto e Alexandre Bamba agruparam alucinadamente todas as peças de William Shakespeare, as históricas com sangrentos embates por reinos, coroas e poder são comparadas a uma disputada partida de futebol; os versos de Otelo surgem na forma de um rap; e as comédias são condensadas em uma única encenação absurda, que faz sátira ao teatro de animação.

Sábado a Mostra prestou homenagem ao dramaturgo Nelson Rodrigues, no ano de seu centenário de nascimento, com a encenação de Os Sete Gatinhos, interpretação do Círculo dos Canastrões e direção de Nelson Baskerville.
A casa, uma mistura de igreja e bordel, é o ambiente criado por Baskerville para esta peça escrita em 1958. Neste espaço, habitado por seu Noronha, dona Aracy e as cinco filhas do casal, pinturas religiosas criadas pelo próprio diretor convivem com desenhos pornográficos, calcinhas vermelhas rendadas, talheres, cadeiras e outros objetos usados no cotidiano.

A mistura revela as múltiplas facetas da família. No primeiro ato, Silene, a filha caçula, é endeusada por seus parentes, que sacrificam suas vidas para garantir-lhe uma boa educação. A transformação é absoluta quando seu Noronha descobre que Silene não só matou uma gata grávida a pauladas como não é mais virgem e está grávida de um homem casado. De santuário, a casa é transformada em bordel onde todos os pecados passam a ser permitidos e praticados.

Renato Borghi.
"Todos nós somos canalhas", conclui seu Noronha quando caem as máscaras de sua família. O personagem é interpretado por Renato Borghi, ator que dedicou seus mais de 50 anos de carreira à renovação do teatro brasileiro. Durante o bate papo com o público, após a apresentação, o ator disse que "Com 'Os Sete Gatinhos', Rodrigues inventou a tragédia cafona suburbana do Rio de Janeiro e deixou claro que ninguém presta". Borghi contracena com seu parceiro no grupo Teatro Promíscuo, Élcio Nogueira. Ele vive Aracy, mulher submissa que exprime suas frustrações escrevendo pornografia no banheiro. Usam figurinos trocados, uma maneira de evidenciar a inversão de valores e comportamentos da família Noronha.

A Mostra Sérgio Nunes de Artes Cênicas, oferecendo programação diversificada a preço popular, cumpre seu papel na formação de um novo público trazendo companhias que estão entre as principais em atividade no país. O evento recebeu este nome em homenagem ao agitador cultural Sérgio Nunes Faria, grande incentivador das artes na cidade. Realização: Prefeitura de Ourinhos, Secretaria Municipal de Cultura e AABIP, Associação de Amigos da Biblioteca Pública.

Nenhum comentário: