19 de jul de 2011

HERMETO PASCOAL e GRUPO hoje no Teatro Municipal

Às 22h30 terá sessão extra no Teatro Municipal.
O alagoano Hermeto Pascoal, figura singular da música instrumental brasileira, há vários anos é um dos nomes mais solicitados entre os músicos ourinhenses para compor a programação do Festival de Música. A oportunidade chegou, é hoje, às 20h30 no Teatro Municipal Miguel Cury. Às 22h30 o grupo faz uma segunda sessão. Os ingressos estarão disponíveis a partir das 15h.
Fascinado com os sons da natureza, Hermeto conta que desde criança criava seus próprios instrumentos, como os galhos de mamonas que se transformavam em pífanos, ou ainda os restos de ferragens de seu avô transformados em percussão. Seu primeiro contato com um instrumento convencional foi a sanfona de 8 baixos de seu pai.
Passou a tocar com seu irmão José Neto, em forrós e festas de casamento, revezando-se com ele no 8 baixos e no pandeiro. Mudou para Recife em 1950, e foi para a Rádio Tamandaré. De lá, logo foi convidado, com a ajuda do Sivuca para integrar a Rádio Jornal do Commercio, onde José Neto já estava. Formaram o trio O Mundo Pegando Fogo.
Atraído pelo mercado de trabalho, foi para São Paulo em 1961, tocando em diversas casas noturnas. Formou, com Papudinho no trompete, Edilson na bateria e Azeitona no baixo, o grupo Som Quatro, período em que começou a tocar flauta. Integrou o Sambrasa Trio, com Cleiber no baixo e Airto Moreira na bateria. Sua música Coalhada tem seu primeiro registro neste disco com o Sambrasa.
Quando surgiu os programas musicais de TV, criou o Quarteto Novo, (1966), sendo Hermeto no piano e flauta, Heraldo do Monte na viola e guitarra, Théo de Barros no baixo e violão e Airto Moreira na bateria e percussão. O grupo inovou com sua sonoridade refinada e riqueza harmônica, participando dos melhores festivais de música e programas da TV Record, representando o melhor da nossa música e vencendo um dos festivais com "Ponteio", de Edu Lobo.
Atuando como compositor, arranjador e instrumentista, criou composições como O Ovo e Canto Geral. Gravou discos que se tornaram referência entre músicos do mundo todo, como A Música Livre de Hermeto Pascoal, Slaves Mass com Flora Purim e Airto Moreira, Cérebro Eletrônico, Festa dos Deuses, entre tantos outros.
Seu trabalho mais recente é o disco Bodas de Latão, em parceria com a cantora Aline Morena, com quem já havia gravado em 2005 o disco independente Chimarrão com Rapadura. Atualmente, Hermeto Pascoal apresenta-se com cinco formações, Hermeto Pascoal e Grupo, Hermeto Pascoal e Aline Morena, Hermeto Pascoal Solo, Hermeto Pascoal e Big Band e Hermeto Pascoal e Orquestra Sinfônica.
Aos 75 anos, o músico faz questão de dizer que público, shows e discos têm todos a mesma importância para ele. “Não há melhor público, nem melhor show, nem melhor disco, são todos filhos muito amados”.

Nenhum comentário: