28 de mai de 2009

Circuito traz a Ourinhos obra clássica do alemão Schiller

O espetáculo que abriu a Mostra 2009 do Festival de Teatro de Curitiba estará em Ourinhos no próximo dia 31 de maio (domingo) no Teatro Municipal Miguel Cury. A clássica obra Mary Stuart, do alemão Friedrich Schiller, ganhou livre recriação em “Rainha [(s)] Duas atrizes em busca de um coração”, montagem da diretora Cibele Forjaz e das atrizes Georgette Fadel e Isabel Teixeira.
Em entrevista ao jornal Balaio Cultural, Cibele Forjaz conta que o grupo partiu do texto clássico para criarem coletivamente uma dramaturgia própria, trazendo para o coração da cena a atualidade de um texto histórico. “Rainhas é uma peça que fala através das duas atrizes as realidades das mulheres hoje, suas relações com o poder e o trabalho, é uma peça que fala de hoje pra hoje”, define Forjaz.
Escrita no período Romântico do século 18, Mary Stuart de Schiller fala de duas rainhas do século 16. Segundo Cibele Forjaz a peça é mais do que um texto histórico, o autor analisa questões da mulher e os conflitos pelo poder, além da instituição de um novo paradigma que é o paradigma do trabalho. “Schiller escreve em um momento onde o capitalismo mercantil se consolida, então é uma peça que lida primordialmente com a nossa realidade, da nossa relação como artistas, mulheres, cidadãos do mundo contemporâneo e nossos conflitos com o trabalho e o poder”, enfatiza a diretora.
A montagem retrata a disputa entre Elizabeth I e Mary Stuart pelo trono inglês. A partir da relação com o texto original e improvisações, Cibele, Isabel e Georgette, escreveram o texto com base nas duas rainhas e o que elas comunicam agora.
O espetáculo, indicado ao prêmio Shell nas categorias música e melhor atriz (Isabel Teixeira), tem duração de 90 minutos e é recomendado para maiores de 14 anos. Mais informações pelo telefone 14 3302 1400.

Rainhas – Duas atrizes em busca de um coração.
Drama
Teatro Municipal Miguel Cury.
Dia 31 de maio (domingo) às 20h.
Entrada Franca.

Nenhum comentário: